Deus é Amor

Em meio a tempestade, confie em Deus.

” Aquele que não ama não conhece Deus, porque Deus é amor “. (1 João 4: 8) 

“Deus é amor”. Esta frase foi citada uma e outra vez, mas já consideramos o que isso realmente significa? Como Deus é amor, a própria essência de Seu ser é amor. Se não amamos, não conhecemos a Deus, pois não podemos conhecer a Deus sem receber o Seu amor.

Podemos conhecer muitas coisas sobre Deus, mas isso não prova que o conhecemos. Amar os outros é a prova de que o conhecemos.

Este amor não é o amor que faz bem aos que fazem coisas boas para nós, mas o amor que é descrito em 1 Cor. 13: 4-8a.

Diz: “O amor é paciente, o amor é amável e não é ciumento, o amor não se jacta e não é arrogante, não age de forma inconveniente, não busca o seu, não é provocado, não leva em conta um mal sofrido, não se regozija com a injustiça, mas se alegra com a verdade; sustenta tudo, crê em todas as coisas, espera todas as coisas, dura todas as coisas. O amor nunca falha”. 

Com esta maravilhosa descrição do amor, temos a promessa de que o amor nunca falha! Se Deus enviasse a maior parte da humanidade a ser torturada no inferno por toda a eternidade, então essa seria a prova de que o amor havia falhado. Portanto, sabemos que Deus não fará isso.

Como Deus é amor, sabemos que tudo o que Ele faz vem de um coração de amor. Todos os seus pensamentos, palavras e ações têm o amor como fonte e motivo. Seu objetivo para toda a humanidade está enraizado no amor. Ele não pode fazer nada além do amor. Suas disciplinas também estão enraizadas no amor.

O amor de Deus não é um amor permissivo. Ele não diz: “Você pode fazer o que quiser e eu vou amá-lo de qualquer maneira”. Pais responsáveis ​​e maduros treinam seus filhos para serem confiáveis, respeitosos, confiáveis, verdadeiros e amorosos. Deus também treina Seus filhos.

Ele não retém Seu amor nas sessões de treino, mas Ele nos mostra as áreas em que precisamos mudar.

Ele sempre está certo, e fazemos bem em atender sua voz. Deus é muito minucioso em Seu treinamento, pois Ele se comprometeu a nos mudar para a imagem exata ou representação de Cristo!

Nós também sabemos que Deus é absolutamente justo. Como a mistura dos dois absolutos, o amor e a justiça, trabalham para a humanidade injusta? Deus nos ama apenas da maneira que somos ou nos ama, apesar do nosso jeito? A paixão de Deus é contra a injustiça.

O ódio de Deus ao mal obstrua Seu amor pelo pecador? Muitos teólogos afirmam que Deus não ama o pecador, pois odeia o mal e não há nada de bom na humanidade injusta. Outros dizem que ama o pecador, mas odeia suas ações injustas. O que as escrituras declaram?

Em Romanos 5: 8 lemos: ” Mas Deus demonstra o Seu amor para com nós, naquilo em que ainda somos pecadores, Cristo morreu por nós “. Enviar Jesus Cristo a esta terra para morrer naquela morte horrível na cruz é uma demonstração do amor de Deus para os pecadores – e isso inclui todos nós, pois, ao mesmo tempo, éramos pecadores.

Nossas mentes podem se perguntar como isso pode ser possível, mas esta é a declaração das escrituras. Deus é sempre fiel a si mesmo.

A humanidade que é gerada por Adão não tem conhecimento de Deus. É ignorante do Deus verdadeiro. Os atenienses apresentaram uma inscrição, “PARA O DEUS DESCONHECIDO”, pois temiam ter perdido um deus.

A humanidade é muito religiosa e muito imaginativa. Essas imaginações resultaram na formação de muitos deuses. Mas a imaginação não se baseia na verdade. Quando a imaginação se torna a nossa verdade, não conhecemos a verdade e, portanto, acreditamos na mentira.

Portanto, a humanidade não regenerada acredita na mentira e é ignorante do Deus verdadeiro. Adão, o primeiro homem, era uma imagem terrena de Deus. (1 Cor. 15: 45-49)

Ele era uma alma viva e ele carregava a imagem da terra. As gerações sucessivas de Adão nunca mudam; eles são incapazes de receber realidades espirituais, pois a carne sempre se opõe ao espírito.

A questão então vem a nós: “Como os não regenerados podem receber o amor de Deus? Em Romanos 3: 9-18, Paulo nos dá uma descrição dessa humanidade – e não é uma imagem bonita! Ele diz que ninguém é justo, Ninguém entende, ninguém procura por Deus, todos se desviaram, todos se tornaram inúteis, ninguém faz o bem, e não há medo de Deus diante de seus olhos.

Como os que estão mortos em suas ofensas e pecados recebem o amor de Deus “A humanidade de Adão não tem como receber vida e amor através de qualquer habilidade própria. Não tem a capacidade de receber de Deus.

Nossa salvação começa com o amor de Deus. Seu amor pela justiça e por um homem criado a Sua própria imagem é tão grande, que deu seu Filho unigênito nas mãos da humanidade não regenerada, para torturá-lo na cruz cruel para que pudéssemos receber Sua justiça. Deus havia proposto em Seu coração criar o homem à sua imagem.

Quando ele formou Adão da terra, Ele criou uma imagem terrena de si mesmo. Ao soprar a respiração no homem, o homem tornou-se uma alma viva. Adam era criativo, muito inteligente e superior a todos os animais. Mas ele foi governado por sua alma – sua mente, emoções e vontade.

Cristo, o segundo homem, o último Adão, tornou-se um espírito vivificante. (1 Cor. 15:45) Cristo é o início de uma nova criação. (2 Coríntios 5:17) Esta nova criação é uma imagem ou representação espiritual de Deus.

Deus quer nos tirar do homem de Adão e nos colocar no homem de Cristo! É claro que este foi Seu propósito desde o início, desde a fundação da Terra. Deus não queria uma criação que fosse inocente do mal e não fizesse nenhum mal porque não havia oportunidade de fazer o mal.

Para ter uma criação que tivesse a natureza de Deus, ele precisava de uma criação que conhecesse o mal, mas não ceda às tentadoras tentações do mal. Deus queria uma criação que estava em união com ele!

A velha geração está morta nos pecados e transgressões. Não é capaz de se mudar; não é capaz de trazer a vida ao seu corpo. Deus deve despertá-lo para Seu amor e vida. Diz: “ Acorde, dorme, e ressuscita dentre os mortos, e Cristo brilhará sobre você “. (Efésios 5:14) ” Por graça, você foi salvo pela fé” e isso não é de si mesmo, é o dom de Deus“(Efésios 2: 8).

Deus trouxe uma verdadeira expressão e demonstração de Seu amor ao mundo pela oferta de Seu Filho Jesus Cristo, veio despertar a humanidade do sono da morte.

Ele veio para trazer vida e justiça; Ele chegou a pôr fim à humanidade não regenerada de Adão sendo o primogênito de uma nova humanidade.

Pela fé em Jesus Cristo nascemos de novo – não no mundo material, mas no domínio espiritual do domínio e do domínio de Cristo! Recebemos a mente pura de Cristo que quer fazer a vontade de Deus. Nós recebemos Seu amor! ” O amor de Deus foi derramado dentro de nossos corações, através do Espírito Santo que nos foi dado ” (Romanos 5: 5b).

Não podemos conhecer Deus sem receber Cristo. É em Cristo que aprendemos a conhecer Deus. ” Nestes últimos dias (Deus) nos falou em Seu Filho, a quem Ele designou herdeiro de todas as coisas, por meio de quem também fez as eras. E Ele é o resplendor da Sua glória e a representação exata da Sua natureza … ” ( Heb. 1: 2-3a) em Cristo.

O amor de Deus é manifestado – é claro e compreensível para nós! ” Mas Deus demonstra o Seu próprio amor em relação a nós, na medida em que ainda somos pecadores, Cristo morreu por nós ” (Romanos 5: 8).

Nosso novo nascimento nos traz em união com Cristo! Leia João 17 e note a união que temos com Ele! ” Eu neles e Você em Mim, para que eles sejam aperfeiçoados em unidade, para que o mundo saiba que você me enviou e os ameu, assim como você me amou “ (Jn. 17:23). Paulo escreve: “Cristo em você, a esperança da glória”. (Col. 1:27)

O arrependimento deve ocorrer antes de podermos ser colocados no novo homem. Jesus começou Seu ministério pregando o arrependimento. Ele também disse que não havia vindo para os justos, mas para os pecadores.

Ele não veio que todos deveriam ser salvos? Ele fez, mas aqueles que são justos em seus próprios olhos, devem reconhecer que são pecadores e se arrepender de sua ignorância antes de serem salvos.

O amor de Deus NÃO se alegra com o comportamento e a incredulidade da geração de Adão.

Deus é apaixonado contra toda iniquidade. Seu amor quer o melhor para nós, e o seu melhor é o Seu pensamento e a Sua natureza! É por isso que somos exortados a adiar o velho e a colocar o novo.

Como Cristo estava neste mundo, então devemos estar neste mundo. Devemos caminhar no Espírito, isto é, andar na natureza divina de Cristo.

Nossa caminhada inclui nossas experiências de vida cotidiana, nossos negócios, nossas amizades, nossos prazeres e todas as nossas interações com pessoas. Todos têm que estar sob o controle do Espírito Santo.

Espirito Santo
Espirito Santo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *